Bicicleta em família (Évora)

Viagem de bicicleta com crianças? Sim! Fizemos uma viagem de bicicleta em família durante 4 dias em Portugal. Meu marido, eu e nossas duas filhas (5 anos e 3 anos) tivemos uma experiência maravilhosa e todos nós curtimos muito.

Pedalamos, descansamos, passeamos e divertimos muito! Como toda mãe, comecei a pensar que ia ser muito cansativo, que talvez as meninas não fossem ficar bem na bicicleta, pensei no vento, nas birras, etc. Apesar de mil caraminholas na cabeça resolvemos ir e foi tudo tão bom. Não tenho a resistência física nem a força do meu marido e foi a primeira vez que eu viajei de bicicleta. Então se eu fiz, qualquer um pode fazer. Compartilho aqui com vocês os detalhes e espero que aproveitem e façam um passeio assim em família.

Nossa logística : 

  • Escolhemos um percurso fácil e curto. Foram cerca de 20 – 30 km por dia, totalizando 100 km no total dos 4 dias.
  • Paramos de vez em quando para esticar as pernas, ver a paisagem ou fazer um lanchinho. Não havia pressa em chegar e o importante era curtir o tempo juntos em passeio. Assim, cada percurso demorava cerca de 3-4 horas.
  • Uma parte do percurso foi estrada e outra parte em “ecopistas” (estradas de terra em bom estado para ir de bicicleta).

Lições que aprendemos juntos:

  • Respeito: cada um tem o seu ritmo e a sua maneira de pedalar e juntos conseguimos finalizar o percurso.
  • Partilhar: como não queríamos levar muita coisa na bicicleta, as meninas tinham que dividir a mesma garrafa de água, revezar o tipo de carrinho aonde estavam sentadas, dividir a barrinha de cereais, etc.
  • Saúde: que bom que Deus nos deu força física para andar de bicicleta! Temos que cuidar do nosso corpo para fazer outras coisas divertidas como esta.

O que poderíamos ter feito melhor:

  • Utilizar dois atrelados abertos e com pedais. Nós só tinhamos um atrelado aberto. Resolvemos então alugar um outro fechado e achamos que talvez seria mais confortável para a nossa filha mais nova de 3 anos. Na verdade ela foi no atrelado aberto sem problemas e adorou! Neste atrelado aberto a criança tem uma sensação bem mais ativa e não fica apenas passivamente sendo empurrada em um carrinho de bicicleta convencional.
  • Usar uma bike elétrica pode ajudar nas subidas porque o atrelado puxa a bicicleta para trás e pesa muito na subida.
  • Preparar melhor fisicamente para sofrer menos nas subidas.

O que nós gostamos mais:

  • Ouvir nossas filhas nos motivando quando o percurso era difícil. “Mãe, já estamos a chegar. Continua a tua maneira, ok?”
  • Ver nossas filhas se sentindo parte da conquista foi tão bom. “Mãe, nós conseguimos! Eu cantei uma música pra ti e tu pedalastes muito bem”
  • Conhecer as cidades, as pessoas e um pouco mais da cultura portuguesa. Ao ver uma reportagem que dizia que o papa recebeu uma capa com bordados de Arraiolos eu disse a minha filha:  “ – Olha filha, os desenhos dos tapetes de Arraiolos, lembra-se?” “ – Sim mãe, daquela senhora que costurava… Arraiolos.”

As idades de 3 e 5 anos foi ideal porque elas ainda não são muito pesadas, já dormem muito bem, não tem fralda, comem qualquer coisa e não ficam tão doentinhas. Então não espere os filhos crescerem para embarcar nesta aventura. Aproveitem! Yupi!